Seja um Franqueado
Menu

Perguntas Frequentes

Dúvidas frequentes, respondidas por profissionais especializados na área médica veterinária.

Voltar

O remédio manipulado é confiável?

Sim. O controle de qualidade do produto manipulado é feito através de auto inspeções e auditorias internas e externas para controlar os procedimentos de produção, sendo comprovados por meio de uma qualificação e uma avaliação cuidadosa dos laudos dos distribuidores. A confirmação dos dados é feita através de testes analíticos em laboratórios de controle de qualidade.

É possível manipular qualquer medicamento?

Existem alguns produtos que são patenteados pela indústria e que não estão disponíveis no mercado para a manipulação. A “lei das patentes” determina que a indústria desenvolvedora de um determinado fármaco tenha a exclusividade da comercialização deste produto durante um certo período, sendo capaz de proporcionar o retorno do investimento financeiro realizado em pesquisa. Decorrido este prazo, o medicamento entra em “domínio público” e pode ser comercializado, bem como manipulado por outras indústrias farmacêuticas.

O que é revestimento entérico?

O revestimento entérico é uma técnica utilizada para impedir que a cápsula se dissolva no estômago, fazendo com que os princípios ativos sejam liberados no intestino. Esta técnica é importante porque alguns medicamentos irritam o estômago ou sofrem a ação das enzimas digestivas do suco gástrico, sendo degradados por este.

A validade dos medicamentos manipulados é sempre curta?

A validade do medicamento depende da forma (líquido, sólido, pastoso) em que o medicamento está incorporado. Cada medicamento tem um prazo de validade, que é estabelecido de acordo com a durabilidade dos componentes e das suas bases. O veterinário é responsável por prescrever a receita do medicamento e a duração/repetição do tratamento deve ser indicada por ele.

Por que, às vezes, o número de cápsulas não corresponde às que o veterinário receitou?

Isso ocorre porque a quantidade de princípio ativo prescrita não cabe dentro de uma única cápsula, tendo que ser dividido em duas, três ou mais cápsulas. Quando isto ocorrer, será necessário ministrar o dobro ou o triplo da dosagem recomendada, seguindo a orientação da farmácia, no rótulo.

Por que, às vezes, a cor e o tamanho das cápsulas muda para o mesmo medicamento?

Algumas vezes a quantidade de princípio ativo prescrita não cabe dentro de uma única cápsula e a dose acaba sendo distribuída em duas, três ou mais. Quando isto ocorre é necessário ministrar a dosagem recomendada conforme a orientação da farmácia, vide o rótulo na embalagem do medicamento.

Posso repetir a receita quando o medicamento acabar?

Somente se o veterinário anotar na receita “uso contínuo” ou “receita válida por X meses”. Mesmo no caso de doenças crônicas (pressão alta, diabetes, problemas cardíacos, entre outras) o acompanhamento veterinário é crucial. Leve seu pet até o veterinário regularmente para avaliação do quadro clínico e para que ele prescreva uma nova receita (de acordo com o tempo necessário para o tratamento).

Posso recomendar o remédio para um colega usar em seu animal?

Mesmo que o medicamento tenha feito bem para o seu animal jamais indique o mesmo medicamento para o animal de outro colega, pois cada formulação é manipulada de forma específica para cada caso clínico. Também não medique por conta própria ou por indicação de amigos, parentes ou vizinhos, pois isso pode trazer consequências graves para a saúde do seu animal.

O que fazer quando tiver alguma dúvida em relação ao medicamento?

Procure primeiro o farmacêutico. Ele é o profissional habilitado para orientá-lo corretamente. Se o problema for com o medicamento ele poderá resolver, caso contrário será necessário consultar o veterinário do seu animal.

Posso aumentar a dosagem do medicamento para o meu animal se eu achar que ele está com dor, por exemplo? E quando meu animal estiver melhor, posso parar de ministrar o medicamento?

Nunca altere a posologia ou a dosagem do medicamento sem autorização prévia do médico veterinário, pois isto pode agravar a saúde do seu animal, mesmo em casos de dores. Para interromper o uso do medicamento em seu animal, somente depois que o prazo do tratamento prescrito pelo veterinário seja cumprido.

Posso oferecer um medicamento junto com outro?

É muito importante que o médico veterinário saiba tudo que o seu animal está utilizando como medicação, de modo que não haja interação medicamentosa entre os fármacos.

Como deve ser a receita médica?

O médico veterinário deve prescrever os medicamentos com os nomes químicos, a concentração de cada componente e com o volume final desejado. O medicamento prescrito com nome fantasia (comercial) não deverá ser manipulado. Também é ilegal a prescrição de fórmulas em códigos (fórmula G-79, por exemplo), pois isto impede que o consumidor identifique o composto e exerça o seu direito de escolha.

Por que algumas receitas ficam retidas na farmácia?

Muitos medicamentos são controlados pelo Ministério da Saúde. Algumas receitas seguem um padrão de cores de acordo com o grupo a que pertencem e devem ficar retidas na farmácia. Estes medicamentos só podem ser repetidos mediante a apresentação de uma nova receita. No caso dos antibióticos, por exemplo, é necessária uma via da receita, contendo os dados do proprietário do animal e o seu RG.

Por que algumas fórmulas precisam ser conservadas abaixo de 25 graus e/ou ser conservados em geladeira ?

Algumas substâncias são mais sensíveis a temperatura e necessitam de refrigeração e/ou necessitam ficar em local fresco, não ultrapassando os 25°C, para que mantenham as propriedades do produto final. O aviso será destacado na embalagem da fórmula.

Por que a cor das cápsulas e/ou tamanho mudou em relação a última vez?

A Vet Fórmula procura manter o tamanho e as cores sempre iguais. No entanto, o tamanho da cápsula utilizada vai depender do volume total das matérias-primas da fórmula. As substâncias, principalmente fitoterápicos, algumas vitaminas e aminoácidos podem ter seu volume, granulometria e densidades modificadas de acordo com o lote e o fornecedor. Neste caso pode haver variação de uma fórmula para a outra. As bases, cores e cheiros não são padronizadas entre as farmácias de manipulação e dependem da disponibilidade dos fornecedores, mas não alteram a qualidade da formulação.

O que é Fitoterapia?

A Fitoterapia é a forma de tratamento que utiliza apenas princípios ativos de origem vegetal para manipulação de fórmulas e medicamentos. São extratos, tinturas, chás e pós de plantas.

Partir ou não os comprimidos comerciais?

Somente comprimidos com sulcos (marca) podem ser partidos. O sulco no comprimido indica onde pode ser feita a divisão. Quando o comprimido possui 1 sulco é sinal de que ele pode ser partido em duas partes e se tiver 2 sulcos, poderá ser partido em 4 partes respectivamente. Comprimidos de liberação controlada não devem ser triturados, quebrados e nem divididos.

Vet Fórmula 2017 © Todos os direitos reservados.

OnHead Marketing

Vet Fórmula © 2017 Todos os direitos reservados